top of page

E se…


Uma armadilha muito comum da nossa mente é divagar por entre aqueles desejos não concretizados, muitas vezes tentando imaginar como teria sido, se...


Poetas e compositores transformam esse condicional em peças românticas sobre a dor do não saber. Conseguem captar as angústias desse tempo verbal que é o futuro no passado, e depende de uma condição muitas vezes impossível.


Imaginemos então se, na boemia de um bar, numa madrugada de verão, dividissem uma mesa Vinícius, Toquinho, João Gilberto, Sérgio Bittencourt, Herbert Viana e Paulo Sergio Valle.


Em meio à fumaça dos cigarros e ao vapor das bebidas, em delírio repentista essas mentes entrariam em estado condicional de amor passado, e no repique do versado comporiam essa estrofe:


Se todos fosse iguais a você, que maravilha viver.

Se é tarde me perdoa, mas eu não sabia que você sabia que a vida é tão boa.

Se eu soubesse o quanto dói a vida essa dor tão doída não doía assim.

Se foi pra desfazer porque que fez.

Se eu não te amasse tanto assim talvez perdesse os sonhos dentro de mim.

80 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Passaredo

3 commentaires


Lucilia Ribas Chaves
28 avr. 2023

Gostei muito! Fiz uma viagem no tempo! Parabéns! 👏👏👏

J'aime

Invité
26 avr. 2023

Vc pegou a essencia de cada um deles, viva!

J'aime

Carmen de Andrade Freire
Carmen de Andrade Freire
26 avr. 2023

Muito bom ! Parabéns !

J'aime
Publicações
bottom of page